segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Beijos Famosos (Famous Kisses)

 

  alfred_eisenstaedt_marinheiro_enfermeira_times_square_segunda_guerra_mundial  
 

“O Beijo”, a mais famosa foto de Alfred Eisenstaedt.

O ano era 1945 e o mundo festejava a vitória dos EUA sobre o Japão no fim da segunda guerra mundial. Em meio a uma multidão de 750 mil pessoas, um marinheiro cruzou com Edith Shain, uma enfermeira, e foi quando Eisenstaedt clicou o famoso beijo no meio da avenida Times Square.
Edith Shain afaleceu no ano de 2 010 aos 92 anos. A identidade do marinheiro nunca foi descoberta.

A foto é um achado de minha amiga, Ieda Inda.

 

 ***

HotelDeVille

O Beijo do Hotel de Ville (The Kiss at the Hotel de Ville) . A mais publicada foto de um beijo. “Foi tirada com uma Leica pelo fotógrafo francês Robert Doisneau. Doisneau estava na praça do hotel em Paris, em 1950. Ao avistar um casal que passeava com ar romântico (os namorados Françoise Bornet e Jacques Carteaud), Doisneau pediu-lhes uma pose apaixonada. Os dois se beijaram e Doisneau ficou famoso para sempre. Em 2005, um dos originais da fotografia foi arrematado em leilão por 155 mil euros.” (Wikipedia)
***
  O celebrado beijo real do Príncipe Charles e Diana, na sacada do Palácio Buckingham, após a cerimônia do casamento (1981)  
  Britain Royal Wedding  
***
Gary Cooper e Ingrid Bergman, em Por quem os Sinos Dobram (For Whom the Bell Tolls (1943)), de Sam Woods (*)
  A famosa cena de beijo entre o mercenário expatriado Robert "Ingles" Jordan, combatente da guerrilha anti-fascista contra as forças nacionalistas de Franco, e a inocente camponesa Maria de olhos azuis e cabelos curtos. Depois que ele embalou sua cabeça, ela riu e lhe disse:
Maria “I like it - I don't know how to kiss or I would kiss you. Where do the noses go? Always I wonder where the noses will go. ”
Robert (após uma rápida bitoca em sua boca) “They're not in the way, are they?”
Maria “I always thought they would be in the way. (She kissed him) Look, I can do it myself. (She kissed him again)...Oh, did I do it wrong?" (Para provar que ela estava beijando-o corretamente, ele agarrou-a para outro beijo)
Gary Cooper Ing Bergman 1 Gary Cooper Ing Bergman 2 Gary Cooper Ing Bergman 3
***
Burt Lancaster e Debora Kerr, em A Um Passo da Eternidade (From Here to Eternity (1953), de Fred Zinnemann. A mais famosa cena de beijo. Uma praia do Havaí com as ondas lambendo seus corpo. Ver o vídeo.
um passo da eternidade Burt Lancaster Debora Kerr1 um passo da eternidade2 Burt Lancaster Debora Kerr2
Já na areia, após o segundo beijo, o dialógo memorável entre o Sargento Warden e Karen, esposa infiel do Capitão Holmes:
Karen "I never knew it could be like this. Nobody ever kissed me the way you do"
Warden "Nobody?"
Karen "No, nobody"
Warden  "Not even one, out of all the men you've been kissed by? Can't you give me a rough estimate?"
Karen "Not without an adding machine. Do you have your adding machine with you?"
***
Audrey Hepburn e George Peppard, em Bonequinha de Luxo
(Breakfast At Tiffany's (1961))
de Blake Edwards

Um dos célebres beijos sob a chuva. (*)
   
No beco […]

Paul “Here, Cat"…
Holly “Cat! Cat! Cat! Cat! Oh, cat. [meow] Here cat. Oh!...” (encontra o gato, encontra o amor… o beijo).
Após acharem o gato molhado e escondido em um caixote de madeira, Holly o acaricia e o coloca dentro de seu agasalho para protegê-lo da chuva. Sob o som de "Moon River" Holly e Paul se beijam enamoradamente, com o gato espremido entre ambos.

A câmera foca um closeup, e se afasta para uma tomada à distância. The End!
breakfast1AudreyHepburn - George Peppard   breakfast3
***
Lauren e Humphrey Bogart, em Uma Aventura na Martinica
(To Have or not to Have (1944)),
de Howard Hawks. (*)
bacall_bogart no colo

bacall_bogartBest
Ela senta no colo de Bogart e o beija:
Steve (smiling) "What was that for?"
Slim "Been wondering whether I’d like it”
Steve "What’s the decision?”
Slim "I don’t know yet..." At which point she goes for another kiss and he kisses her back. Finally she stands, gives him a sidelong glance.
Slim "It’s even better when you help"
Ao se retirar, Slim procuncia o que é tido como “the best lines of Lauren Bacall (final do diálogo):
Slim “This belongs to me and so do my lips. I don't see any difference”
Steve “Well, I do”
Slim “Okay. You know you don't have to act with me, Steve. You don't have to say anything and you don't have to do anything. Not a thing. Oh, maybe just whistle. (She opens his door and pauses.) You know how to whistle, don't you, Steve? You just put your lips together - and blow”
  Lauren Bacall tinha 19 anos. Os dois se apaixonaram durante a filmagem, casaram-se e permaneceram juntos até a morte de Bogart em 1957.
***
Lauren Bacall e Humphrey Bogart, em a À Beira do Abismo
(The Big Sleep (1946))
, de Howard Hawks
  A Beira do Abismo A Beira do Abismo2
 
O primeiro Beijo

Vivian “I like that…I’d like more” …e se beijam novamente
  A Beira do Abismo3  
 
O terceiro Beijo
 
 
O dois melhores dialógos do filme: (*)
 
 
Vivian “So you do get up, I was beginning to think you worked in bed like Marcel Proust”
Marlowe “Who's he?”
Vivian  “You wouldn't know him, a French writer”.
Marlowe “Come into my boudoir”

Vivian “Speaking of horses, I like to play them myself. But I like to see them workout a little first, see if they're front runners or come from behind, find out what their whole card is, what makes them run”.
Marlowe  “Find out mine?”
Vivian “I think so” 
Marlowe “Go ahead”
Vivian “I'd say you don't like to be rated. You like to get out in front, open up a little lead, take a little breather in the backstretch, and then come home free”
Marlowe “You don't like to be rated yourself”
Vivian “I haven't met anyone yet that can do it. Any suggestions?”  
Marlowe “Well, I can't tell till I've seen you over a distance of ground. You've got a touch of class, but I don't know how, how far you can go”
Vivian “A lot depends on who's in the saddle”
***
Cary Grant e Ingrid Bergman em Notorius
(Notorious (1946))
, de Alfredo Hitchcock (*)
  O filme tem sido conhecido por ter no momento de sua produção "o beijo mais longo da história do cinema". Para evitar a censura foi recomposto por inúmeras bitocas e carícias, intercalados com suspiros e discussão. A famosa maratona das cenas ilustra um romântico interlúdio entre o sereno agente do governo Devlin e Alicia, em seu apartamento, e que durou quase três minutos. Em tomadas de closes de rostos, começa em um balcão panorâmico de um hotel no Rio de Janeiro, com o único beijo em que Dvlin abraça Maria. Dai, com rápidas alternâncias entre beijinhos e carícias apaixonadas de Alicia, os dois seguem até à porta. Na saída, durante parte da conversa, quando ele estava discando o telefone (chamando seu hotel para suas mensagens), Alicia disse-lhe: "This is a very strange love affair". Devlin pergunta por que, Alicia beija-o, e então responde: “Maybe the fact that you don't love me.” Após a conexão com o hotel, Devlin responde enquanto ela o beija: “When I don't love you, I'll let you know." Alicia demanda outro tipo de reposta “You haven't said anything.” Devlin: “Actions speak louder than words”… e sai. No Vídeo a encenação primorosa de uma mulher ansiosa por um beijo mais longo… que não ocorre. Cary Grant Ingrid Bergman Cary Grant Ingrid Bergman1 Cary Grant Ingrid Bergman2Cary Grant Ingrid Bergman3
***
Clark Gable e Vivien Leigh, em E o Vento Levou
(Gone with the Wind
(1939)), de Victor Fleming, Dois famosos beijos.
O primeiro, arrancado à força por Rhett Butler e, no segundo, ela totalmente entregue
  :
Rhett “No, I don’t think I will kiss you, although you need kissing, badly. That’s what’s wrong with you. You should be kissed. And often. And by someone who knows how”
Clark Gable Vivien Leigh Gone with the Window
Clark Gable Vivien Leigh Close    Deixando Atlanta em partida para a guerra, sob um sol crepuscular vermelho-fogo, Rhett declara seu amor por Scarlet O’Hara…
Rhett “… "Here's a soldier of the South who loves you, Scarlett, wants to feel your arms around him, wants to carry the memory of your kisses into battle with him. Never mind about loving me. You're a woman sending a soldier to his death with a beautiful memory. Scarlett, kiss me. Kiss me, once"
***
Gene Kelly e Debie Reynolds em Cantando na Chuva
(Singin’ in the Rain (1952))
de Stanley Donen
 Gene Kelly e Debie Reynolds Gene Kelly e Debie Reynolds após beijo 2 Gene Kelly dancing
  O beijo de Don e Kathy, seguido do número mais famoso de dança da história do cinema – o solo de sapateado de Gene Kelly. A seqüência em que Kelly canta na chuva tornou–se uma peça inovadora. Os efeitos do som são provocados pelo seu sapateado, pela chuva caindo, e pelas poças d’água quando Kelly salta sobre elas e as chuta  
***
Maureen O’Hara e John Wayne, em Depois do Vendaval
(The Quiet Man
(1952), de John Ford
 
A sequência do beijo mais espetacular do cinema
 
  Maureen O'Hara Kiss 1  
  Maureen O'Hara Kiss 2 Maureen O'Hara Kiss 4
  Maureen O'Hara Kiss Tapa  
 
… e o diálogo após a bofetada:
 
  Mary Kate "It's a bold one you are! Who gave you leave to be kissin' me?
Sean "So you can talk!
Mary Kate "Yes I can, I will and I do! And it's more than talk you'll be gettin' if you step a step closer to me!
Sean "Don't worry - you've got a wallop!
Mary Kate "You'll get over it, I'm thinkin'
Sean "Well, some things a man doesn't get over so easy.
Mary Kate "Like what, supposin'?
Sean "Like the sight of a girl coming through the fields with the sun on her hair... kneeling in church with a face like a saint...
Mary Kate "Saint indeed!
Sean "...and now coming to a man's house to clean it for him.
Mary Kate "But... that was just my way of bein' a good Christian act …
 
 
O inesquecível beijo sob o vendaval
 
  Maureen O'Hara Kiss in the Rain1 Maureen O'Hara Kiss in the Rain
***
Michelle Pfeiffer e Michael Keaton, em Batman – O Retorno
(Batman Returns (1992)), de Tim Burton (**)
O "beijo-lambida" da mulher-gato
Catwoman “You're catnip to a girl like me, handsome, dazed, and to die for (ela lambe Batman). You’re the second man who’s killed me this week, but I’ve got 7 lives left.”  
Batman “I tried to save you.”  
Catwoman “Mmm… seems like every woman you try to save winds up dead… or deeply resentful. Maybe you should retire”
***
Jude Law e Norah Jones, em Um Beijo Roubado (My Blueberry Nights (2007), de Wong Kar-Wai.
Final do filme, após comer sua torta preferida de “blueberry”. Elizabeth apoia a cabeça sobre o balcão. Ela está com os olhos fechados. Jeremy se aproxima e a beija, e ela o beija de volta. No início do flme, Jeremy rouba um beijo de Elizabeth, quando, na mesma situação, ela estava adormecida. Beijo roubado 2
***
Tobey Maguire e Kirsten Dunst, em O Homem Aranha
(Spiderman (2002))
, de Sam Raimi
  Um super-beijo em um super-herói. Inigualável.  Mary Jane retira parcialmente a máscara de Peter Park, descobrindo seus lábios, e o beija prolongadamente. Assistir ao Vídeo para confirmar um dos mais sensuais beijos do cinema.  
  spider-man_kiss 2 Spider Man Kiss
***
Gary Cooper e Barbara Stanwyck, em Bola de Fogo
(Ball of Fire
(1941), de Howard Haks
    O originalíssimo beijo Yum-Yum
  Yum-Yum 1
Yum-Yum 2 Yum-Yum caindo  
  Yum-Yum no chão  
  Após Potts pedir que Katherine se retire, pois a sensualidade dela está atrapalhando seu trabalho:
Katherine “You’re big and cute and pretty...to me, you're a regular yum-yum type." (e ela se propõe a mostrar a Potts o significado de yum-yum. Para se nivelar em altura com ele, ela trepa em cima de dois espessos livros)
Katherine "I'm gonna show you what yum-yum is. Here's yum (o beija com os braços em volta de seu pescoço). And here's the other yum (um segundo beijo). And here's yum-yum." (o impacto do terceiro beijo leva os dois para o chão).
 
***
Rita Hayworth e Glen Ford, em Gilda
(Gilda (1946)), de Charles Vidor
Gilda “You do hate me, don't you, Johnny?”
Johnny Farrell “I don't think you have any idea of how much.”
Gilda “Hate is a very exciting emotion. Haven't you noticed? Very exciting. I hate you too, Johnny. I hate you so much I think I'm going to die from it. Darling...”
(Eles se beijam apaixonadamente)]
Gilda “I think I'm going to die from it.”
Gilda Poster_thumb[4]
Gilda 1_thumb[1]

Gilda 2_thumb[1]
Nota: seleção de minha filha Lenore
***
Jack Nicholson e Diane Keaton, em Alguém tem que Ceder
(Something’s Gotta Give
(2003)), de Nancy Meyers
  Jack Nicholson Diane Keaton  
  Harry: [após o beijo] “Soft lips.”Erica “I'm so glad they still work. I haven't used them for kissing in such a long time, more like for wearing lipstick and whistling.”  
***
Robert Redford e Mia Farrow, em O Grande Gatsby
(The Great Gastby (1974)),
de Jack Clayton com roteiro
de F.F. Coppola e do autor  F. Scott Fitzgerald
Gatsby  
He knew that when he kissed this girl, and forever wed his unutterable visions to her perishable breath, his mind would never romp again like the mind of God. So he waited, listening for a moment longer to the tuning-fork that had been struck upon a star. Then he kissed her. At his lips' touch she blossomed for him like a flower and the incarnation was complete.
The Great Gatsby, Capítlulo 6, Gatsby em seu primeiro beijo em Daisy.
 
***
Burt Lancaster e Marie Gomez, em Os Profissionais
(The Professionals (1966)
, de Richard Brooks
O beijo da morte (*)
Após ter abatido mortalmente a bela, ex-amante e fora-da-lei Chiquita:
Bill “Hello Baby”
Chiquita “Long time since I hear 'baby” […]  Querido, baby. We had some fine times together”
Bill “Terrific”
Chiquita “Give us a kiss”

Após o beijo ela morre nos braços de Bill.
image image
***
Vivien Leigh e Robert Taylor, em A Ponte de Waterloo
(Waterloo Bridge (1940)), de
Mervyn LeRoy
 
A descoberta do amor no primeiro beijo entre Myra e Roy, à luz de velas.
 
  Robert Taylor Vivien Leigh  
***

Ingrid Bergman e Humphrey Bogart, em Casablanca
(Casablanca (1942)), de Michaele Curtiz


Ilsa Laszlo (to Rick) "”Kiss me. Kiss me as though it were the last time

Nota: Sugestão de minha filha, Lenore
***
Elizabeth Taylor e Montgomery Cliff, em Um Lugar ao Sol
(A Place in the Sun, 1951), de George Stevens
 
O esperado Beijo após dançarem ansiosos por este momento
(Ver o Vídeo)
  A Place in the Sun
   
Errol Flynn e Olivia de Havilland, em As Aventuras de Robin Hood
(The Adventures of Robin Hood, 1938),
de Michael Curtiz & William Keighley
   Robin Hood 2 Robin Hood Kiss Blow
***
***
(*) Best Movie Kiss of All-Time
(**) Selecionado por minha filha, Lenore

8 comentários:

Júlio Machado disse...

Olá grande Luis Alfredo,
tá faltando dar uma atualizada nesses beijos famosos, hein!
não esquecendo os mais novos principados britânicos.
Uma sugestão, você que gosta de Filmes,
Segue abaixo om endereço de um blog bem interessante nessa área.
Dá uma conferida. Acho que você vai curtir.
Abraços!
http://ofalcaomaltes.blogspot.com/

Luis Alfredo disse...

Caríssimo Júlio,
1) Não apreciei o beijo real de Kate e Williams!
2) O site que vc me indicou é indispensável e imperdível. Fico em débito, perene como essa amizade virtual.
A propósito, envio-lhe mais que um abraço fraterno.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Parabéns pelo blog, Luis. Muito bom. Vou linká-lo.

O Falcão Maltês

Danielle disse...

Que blog sensacional, Luis! Adorei o post.
Virei sua seguidora.

Abss
Danielle
www.ofilmequeviontem.blogspot.com

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Belíssimo post. Voltei para revê-lo.


O Falcão Maltês

Luis Alfredo disse...

Prezado Antônio,
Agradeço sua re-visita. Seu texto sobre o Elvis é definitivo. Idem para seu site. Seus "captions" são síntese pura (Susan Hayword - Uma ruiva obstinada, Ava Gardner, uma mulher em fogo, e vai por aí.
Como dizem os portugueses "- Até sempre".

Júlio Machado disse...

Caro Luis Alfredo,
andas sumido. Muito ocupado com o "Tratado dos Botecos do Leblom"? (KKKK)
Já que não gostaste do beijo da P. Kate com o P. William, veja se gosta da imagem dela lá no meu blog com um haicai autoral.
meu soneto sobre a sua pessoa já está pronto. Só não sei se ficou legal; se é digno de publicar. Qualquer horas dessas eu lhe envio pra ver se você aprova.
Um forte Abraço, Brother Cyber!

pelangi sepi disse...

blogwalking..and follow

Postar um comentário

Como Anônimo, você pode escrever seu nome após o comentário, seu email, etc.